Oscar 2017

Oi, gente! Aqui é a Jadeh, esse é meu primeiro post como colaboradora oficial do Perdida na Utopia <3 Recentemente fiz um vídeo no meu canal falando sobre alguns filmes indicados ao Oscar, alguns que eu já tinha assistido e outros que eu estou muito ansiosa para assistir. A cerimônia vai acontecer neste domingo (26), então resolvi comentar com vocês um pouco sobre alguns dos filmes que eu mais gostei!

  • La La Land: cantando estações

Vocês muito provavelmente já viram 500 coisas na internet sobre o quanto “La La Land”é maravilhoso, e eu estou no time de pessoas que adicionou esse filme aos favoritos da vida! Assisti duas vezes e não consigo parar de ouvir à trilha sonora (“City of stars” e “Here’s to the fools who dream) são as minhas favoritas.

O filme vai se passar ao longo de um ano, e será dividido em quatro partes, cada uma representando uma das quatro estações. Vamos acompanhar os personagens Mia e Sebastian. A Mia é uma aspirante à atriz que trabalha em um café nos estúdios da Warner e durante seus intervalos corre entre um teste de elenco e outro, sempre tendo a esperança de que alguém vai lhe dar uma chance. Sebastian, por outro lado, é um músico desempregado amante de jazz e seu grande sonho é abrir um bar onde toque jazz, para salvar este gênero musical. Em dado momento, vamos assistir às vidas desses personagens distintos se cruzarem e tudo mudar.

A palavra que guia o filme é “sonho”. “La La Land” é uma história cativante porque trata sobre sonhos, um dos principais motores da vida humana. Além disso, ele vai trazer diversos espectros de quem persegue um sonho: acreditar nele, sofrer por ele, desacreditar de si, se perder no meio do caminho, tentar retomar os trilhos. Se você está com medo porque não gosta de musicais – calma! “La La Land” resgata diversas referências da era de ouro de Hollywood, mas não é um musical carregado como “Os miseráveis”. Pode ir ao cinema tranquilo e se deixar envolver pela história de Mia e Sebastian (que é, em diferentes pontos, a história de todos nós).

DESIGNER CELEBRITY EVENING DRESSES

  • Estrelas além do tempo

O segundo filme que eu vou falar hoje recebeu apenas duas indicações, de melhor filme e melhor atriz coadjuvante. Apesar disso, é um filme que vale muito à pena ser assistido! Ele vai tratar de temas bastante delicados (racismo e machismo, além de vários outros) de uma forma leve, mas sem deixar de deixar bem claro a sua mensagem.

O filme vai contar a história de três mulheres – Katherine, Dorothy e Mary. Elas são amigas e trabalham fazendo extensos cálculos matemáticos na NASA. Como a história vai se passar durante a corrida espacial, que era um momento no qual o racismo nos Estados Unidos era mais escrachado (havia a divisão de banheiros para brancos e para “pessoas de cor”, só para dar um exemplo), as três personagens vão traçar batalhas pessoais diversas, mas com o mesmo objetivo – não serem rebaixadas por serem mulheres negras em uma época que seus semelhantes eram marginalizados. Lutar pelos seus direitos e pelos de todos os outros negros e negras nos EUA.

“Estrelas além do tempo” é um filme incrível. O meu maior medo ao assistir foi de as personagens caírem no vitimismo, mas é totalmente o contrário. Nós, espectadores, presenciamos as dificuldades das vidas de Katherine, Dorothy e Mary e sofremos com elas, e depois vemos as três sacudirem a poeira e continuarem caminhando. Elas não são retratadas nem como invencíveis, nem como vítimas, mas sim como humanas.

Oscar Dresses

  • Moana: um mar de aventuras

E vai ter Disney nesse post? Vai ter sim! “Moana” é o filme de animação do momento e é simplesmente incrível! Quebrou padrões, trouxe representatividade e tem uma trilha sonora incrível (não esperaria menos sabendo que o Lin Manuel Miranda esteve envolvido na produção das músicas. Se você não sabe quem é ele, vai ouvir “Hamilton agora!)

“Moana” vai contar a história de uma princesa de uma ilha polinésia que é completamente inconformada com o fato de ter de ficar presa na ilha em que nasceu pelo resto de sua vida. Seu povo é completamente recluso, mas quando os recursos naturais começam a ser ameaçados, a princesa precisa deixar tudo para trás e partir em uma jornada em mar aberto atrás do semideus Maui.

Vamos destacar logo várias coisas importantes que estão além da história: a Moana é a primeira princesa que não tem um príncipe e nem liga para isso. Eu sei que existe o filme “Valente”, mas a jornada da Merida é justamente rejeitando a necessidade de um príncipe, enquanto na Moana essa nem é uma questão. Além disso, nós temos uma princesa que não só é negra, como também não tem a silhueta e os traços “europeizados”, como comumente vemos em vários filmes. A Moana é uma garota da Polinésia e tem todas as características que uma pessoa dessa região tem. Todos esses aspectos são muito importantes para diversas crianças e adolescentes, que finalmente vão poder se enxergar em uma princesa da Disney e saber que há jornadas que podem (e devem) ser trilhadas sem a presença de romance.

Bom, esses são alguns dos filmes que eu mais gostei que estão concorrendo! E vocês, estão torcendo para quais filmes? Estou muito ansiosa. Chega logo, dia 26! Beijos <3

 

Comments

comments

Deixe uma resposta