Além Mundos – Scott Westerfeld

Oh meu deus, será verdade que eu tô escrevendo um post pra esse blog???? Acho que finalmente tô fazendo jus a minha participação no GABA (grupo de apoio aos blogs abandonados) hahah Mas, sei lá, hoje eu tava lendo umas resenhas e me bateu uma saudadinha de escrever. Vamos ver se eu ainda sei fazer resenha escrita né? Tô tão folgada, me acostumei só com o youtube, e se duvidar nem sei mais escrever direito.

IMG_6717

O ano não tá nem na metade ainda, e eu já sei qual foi a minha melhor leitura. Além Mundos, do Scott Westerfeld (autor da minha trilogia queridinha Feios), me conquistou no primeiro parágrafo e me fez devorar um livro como há muito tempo não devorava. E deixa eu contar pra vocês que eu já tinha esquecido como é se envolver tanto numa história, mergulhar no mundo dos personagens a ponto de esquecer do mundo real. É bom de-mais! E acho que agora é minha obrigação com ser humano divulgar e enaltecer esse livro incrível.

O livro conta duas histórias diferentes: a da Darcy, uma garota de 18 anos que escreveu seu primeiro livro em um mês, e está mudando para Nova York para fazer as revisões, escrever a continuação e imergir de vez no mundo editorial; e da Lizzie (a protagonista do livro de Darcy), que depois de ser a única sobrevivente de um ataque terrorista, passou a enxergar o mundo de uma forma diferente.  Juro que não sei qual das duas histórias gostei mais

IMG_6731

Vamos com calma, que vou explicar direitinho como funciona. O livro é narrado em capítulos alternados, nas partes de Darcy, em terceira pessoa, e nas partes de Lizzie, em primeira pessoa.

Como eu falei antes, Darcy acabou de terminar seu primeiro livro, aquele que ela escreveu inteiro em um mês, e agora tem pouco mais de um ano até o lançamento. Nesse período ela precisa revisar a história, mudar o final, que não agradou sua agente, e pensar em uma trama para seu segundo livro (que já foi comprado pela editora). Claramente ela não pode fazer isso na faculdade, ou no seu quarto na casa da família. Então, depois de um árduo trabalho de convencer seus pais de que aquilo é o melhor para ela e para sua carreira, ela usa o pagamento adiantado da editora e se muda para NY, onde conhece autores conhecidos, e outros que, assim como ela, estão prestes a lançar o primeiro livro.

Enquanto isso, Lizzie, a protagonista de Darcy, acabou de sobreviver a um ataque terrorista (eu já falei isso, já sei, já sei), como ela sobreviveu a esse ataque?? Para a maioria das pessoas foi um milagre, mas pra ela foi somente uma passagem natural para o Além mundo. Depois dessa experiência nada traumática (afinal, super normal ir dar um passeio no mundo dos mortos, né nom?), Lizzie sente constantemente o frio da morte nela, passa a ver fantasmas, e descobre que ela está cercada deles desde sempre. Não podemos esquecer do digníssimo Yamaraj, senhor da morte, que a salvou no dia do ataque e que, desde então, está sempre por perto para ajudar Lizzie a explorar o Além mundo.

IMG_6720

Uma ressalva super válida que quero fazer desse livro, é que achei incrível a inclusão de mitos e personagens da mitologia indiana, já que a protagonista, Darcy, tem descendência indiana, o que é algo bem fora do comum na literatura YA (amei isso também). Sem falar que o Scott abordou muito bem várias dessas questões, como “”””””roubar””””” mitos de outras culturas para escrever uma história fictícia e ganhar dinheiro em cima dela.

O livro é quase uma bíblia, juro pra vocês que tomei um susto com o tamanho, mas é tão tão tão (…) bom, que passa num instante. Ele tem (quase) todas as características que eu mais amo ver em livros, exceto pelas páginas brancas. E eu achei a premissa super diferente desses livros YA que tão sendo lançados ultimamente. Lembro que quando li a sinopse fiquei super confusa, mas me surpreendi muito e só tenho uma coisa a dizer: LEIAM ESSE LIVRO! ♥

Comments

comments

Deixe uma resposta