5 Motivos para você não fazer intercâmbio na Irlanda

Eu vou começar esse post dizendo que: eu tô amando Dublin, a cada dia eu me apaixono mais por essa cidade. Mas, porém, contudo, todavia, como todo lugar do mundo, tem problemas. E eu decidi contar alguns desses problemas e como eles podem/vão influenciar no seu intercâmbio. E eu não falo essas coisas pra vocês desistirem de vir pra cá, de verdade. A vida aqui é incrível, só que é bom já chegar sabendo de algumas coisas, senão cê pode ser pego de surpresa (como eu fui por algum desses pontos).

É tudo tão caro

Pra quem vem do Brasil, é um pouco sofrido se virar por aqui, principalmente com o euro a quase R$4. Pra quem ganha em euro, a Irlanda é sim muito barata. O custo de vida aqui é um pouco mais baixo comparado a outros países da Europa. Mas pra gente que vem de um país em crise, com uma moeda desvalorizada, é foda difícil.

Tá difícil esquecer do Brasil

Vocês acham que no Brasil tem muito brasileiro? HAHAHA Aqui em Dublin tem mais brasileiro que ar pra respirar. E o que mais complica é: BRs tendem a se agrupar com BRs, causando o que? Isso mesmo, você escuta mais português que inglês nas ruas. Além disso, pra quem vem pra Irlanda com o propósito de estudar inglês, andar com brasileiro só atrapalha. Conheço muuuuuitas pessoas que passaram bastante tempo aqui e não melhoraram nada o idioma, porque não praticavam fora da escola.

A tal da crise de acomodação

Você já ouviu falar de crise de acomodação? Se não, pode ter certeza que essas duas palavrinhas vão assombrar seu intercâmbio (a não ser que você tenha muito dinheiro, aí nenhum desses problemas vai te afetar). O que acontece é: devido ao custo de vida daqui ser relativamente mais barato que dos outros países da Europa (principalmente que da Inglaterra), muitas pessoas vêm morar aqui. Então além de ser uma cidade entupida de brasileiros, ela também tem muitos mexicanos, coreanos, japoneses, italianos, etc. E o que isso gera? Isso mesmo, superlotação. Ou seja: tem muita gente pra pouco espaço. Isso torna os aluguéis absurdamente caros e as boas vagas absurdamente escassas.

A comida é tão mais ou menos

Como boa taurina que eu sou, claramente a comida é um ponto muito importante. E a comida daqui não é lá essas coisas todas não. Eu até já falei em algum vídeo que gravei lá pro canal, tudo tem um gosto estranho por aqui. O macarrão é esquisito, a pizza de caixa é terrível (porém, amém pizza de caixa que salva minhas sextas feiras) e até o refrigerante é meio estranho (a Coca e a Pepsi parecem ter mais gás que o normal e definitivamente falta açúcar no Sprite). Claro, é aquela coisa de “é temporário, eu posso sobreviver”, mas que saudade que eu tenho da comida da casa da minha avó (quero farofa, aff).

4 estações em um dia

Vocês já ouviram essa expressão? Então, é a frase que melhor resume Dublin. De manhã quando você acorda, tá frio, nublado e chovendo. Na hora do almoço tá um calor gostosinho, o sol abriu, o céu tá bem azul, mas quando você menos imagina, 15h da tarde já tá chovendo de novo. Pra quem não gosta de chuva e clima frio, deixa eu dizer uma coisa: a Irlanda não é pra ti não. Até eu, que amo frio, to com saudade de um calorzinho (quando eu voltar pro Brasil eu vou me arrepender tanto de ter dito isso…)

Mas apesar de todas essas coisas, a Irlanda é um país incrível e eu to adorando explorar um pouquinho dela a cada dia. Nem tudo por aqui é ruim não, tá? Quem sabe eu não faça um post com motivos positivos pra vocês virem pra cá também…

* Esse post foi baseado na minha experiência por aqui, tá? Cada um tem uma experiência diferente!

beijos!

ei, psiu! Não esquece de se inscrever no canal pra acompanhar os vídeos que tão saindo!

Comments

comments

Deixe uma resposta